A meditação simplifica a vida

October 1, 2019

A meditação é uma forma de descomplicar o que experimentamos e pode ser praticada por qualquer pessoa. Sérgio Veleda, terapeuta psicocorporal e professor de meditação do Vale do Ser, cita os pontos centrais da prática clássica e seus benefícios cotidianos. Ele focaliza a meditação sem vínculos religiosos. É autor de "A arte de equilibrar-se sobre um fundo vazio" e de "Só acredito em um deus que saiba dançar".

 

 

 

 

Quais são os métodos usados na meditação?

 

Dois métodos fundamentam a prática clássica da meditação. O primeiro  constitui-se de duas partes: a primeira é focar a atenção sobre um objeto de atenção e a segunda é sustentar um fluxo contínuo de consciência. Neste caso, o objeto de atenção é o foco na respiração.  Uma vez que a respiração não pode ser feita no passado e nem no futuro, estar consciente da respiração é sinônimo de permanecer presente.

O segundo método baseia-se em “dar-se conta” – enquanto se senta para meditar - de tudo o que ocorre no corpo, principalmente as sensações que temos e os pensamentos que surgem e desaparecem na mente.

 

Para que serve a meditação?

 

Além de sua importância no contexto médico (saúde), ético/judicial (mudança de comportamento de detentos), educativo (autorregulação e melhorias no aprendizado), a meditação busca criar um espaço para que, por alguns instantes,  deixemos as tantas imagens do que deveríamos ser para simplesmente nos deixarmos ser.

 

A meditação está vinculada à religião?

 

Ainda que cultural e geograficamente a meditação tenha surgido na Índia, através do hinduísmo e do budismo, o âmago de sua prática não requer que se tenha que acreditar em algo para meditar. A prática busca principalmente criar meios para que possamos ir além dos conceitos condicionados e possamos ter uma percepção límpida e clara do que experimentamos. Essencialmente, a meditação exclui conceitos e crenças em prol de uma experiência direta das coisas como elas são.

 

A meditação se aproxima da ciência?

 

Muitos teóricos e praticantes estabelecem relações com algumas ciências, entre elas a Física. Atualmente também a Neurociência passa a ocupar-se das pesquisas com a meditação, em especial quanto à plasticidade do cérebro.  O resultado destas pesquisas científicas têm reforçado os antigos textos sobre os efeitos da meditação: que a constante experiência molda o cérebro. Os estados de serenidade, alegria e de felicidade, resultantes do relaxamento e da estabilidade de corpo e mente, podem permanecer na conduta diária de uma pessoa através da prática disciplinar de meditação.

 

 

No curso de Meditação e Desenvolvimento da atenção que você coordena, o que é aprendido pelos participantes?

 

O primeira ponto é fazer a distinção entre o que é meditação e as ideias confusas e fantasiosas que as pessoas cultivam sobre essa prática. Ou seja, trazer a meditação como algo possível para qualquer pessoa, independe de ter ou não crenças religiosas, ter ou não experiências deste tipo.

O ponto central do curso é que os alunos conheçam e pratiquem o alicerce e a base da prática (postura, atitude, focalização). Dentro disso orienta-se como sentar e os tipos de assentos. Então organizamos a prática orientando o ambiente em que se pode praticar, a periodicidade da prática, o tempo de duração, horários adequados, estudos dirigidos e como lidar com os obstáculos da prática.

 

Como você sintetiza essa prática?

 

A meditação é uma forma de simplificar e descomplicar o que experimentamos, corporificando e experimentando diretamente dos sentidos e seus campos sensoriais o que se apresenta aqui e agora. Ao contrário de sair do corpo,  desligar-se ou ir para outro espaço – como algumas pessoas imaginam – a meditação nos leva a estar presentes no que estamos experimentando, vivendo. Isso ocorre através da sincronia entre mente e corpo que acontece quando sentamos e respiramos. Para tanto, não importa que tipo de atividades exercemos na vida, nem quais as crenças que temos. Trata-se de uma experiência direta com as coisas como elas são, o que nos possibilita ter uma visão mais clara de nós mesmos e do todo, descomplicando e desfazendo certas complexidades criadas por nossa mente. Isso nos possibilita ter mais lucidez e ficarmos mais centrados.

Para saber mais: www.valedoser.com.br/meditacao

 

> Curso Básico de Meditação em Porto Alegre:

Veja as datas em nossa agenda

Informações e inscrições: info.cursos@valedoser.com.br

SAIBA MAIS

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

A meditação simplifica a vida

October 1, 2019

1/6
Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square